Infecção Urinária em crianças

Infecção Urinária em Crianças

A Infecção urinária em crianças é frequente na infância, com maior preponderância no sexo feminino. O seu diagnóstico e tratamento adequado são importantes para prevenir a evolução para uma infecção renal (pielonefrite) ou infecção generalizada (sépsis), e para evitar consequências tardias como as cicatrizes renais e a insuficiência renal.

infecção urinária em crianças

Como aparece a infecção urinária em crianças?

As infecções urinárias podem surgir de duas formas distintas: uma através de bactérias que contaminam o sangue e infectam secundariamente o aparelho urinário (via hematogênese), e outra, mais frequente, a partir de bactérias presentes na região do períneo (zona que rodeia o ânus e os genitais), que a partir da abertura da uretra infectam outras zonas do aparelho urinário (via ascendente).

A primeira forma de infecção (via hematogênese) é característica do 1º mês de vida. Depois dessa idade a grande maioria das infecções urinárias faz-se por via ascendente.

A possibilidade de infecção por via ascendente está associada não só a deficiente higiene do períneo (onde se encontram micro organismos da flora intestinal transportados nas fezes), como a proliferação de bactérias se existem condições que facilitam a permanência prolongada da urina na bexiga (tais como o esvaziamento pouco frequente ou incompleto da bexiga ou a existência de anomalias do aparelho urinário).

Porque razão a infecção urinária é mais frequente no sexo feminino?

A infecção urinária é mais frequente no sexo feminino por razões anatômicas, já que as meninas têm uma uretra mais curta, facilitando a passagem de bactérias do exterior para o interior da bexiga.

No sexo masculino, a fimose (aperto do prepúcio, que é a pele que envolve a extremidade do pénis) ou as aderências do prepúcio associadas a uma higiene deficiente desta região, podem também favorecer as infecções urinárias por via ascendente, mas em número inferior às que afetam as meninas.

tratamento infecção urinária

Como se manifesta a infecção urinária em  criança?

Um dos problemas que o diagnóstico das infecções urinária apresenta é a sua sintomatologia pouco específica nas crianças mais pequenas. Assim, podemos considerar diferentes formas de apresentação consoante a idade da criança.

Durante o primeiro ano de vida a infecção urinária pode manifestar-se por febre, deficiente aumento de peso, recusa alimentar, vômitos, diarreia e urina com mau cheiro.

Dos dois aos seis anos, além da febre, vômitos, diarreia e dor abdominal, é possível encontrar sintomas mais específicos, como o aumento das idas à casa de banho para urinar, ardor a urinar e dificuldade ou impossibilidade de controlar a saída da urina (enurese). Para dificultar o quadro, as meninas desta idade têm frequentemente irritação da região genital (vulva), que pode causar também ardor durante a micção sem que haja infecção.

Nas crianças mais velhas, os sintomas são semelhantes aos do adulto com predomínio das queixas urinárias, como ardor ao urinar e aumento da frequência das micções.

Como se faz o diagnóstico de infecção urinária?

Perante a suspeita de uma infecção urinária em criança, o médico pede uma análise de urina colhida para um recipiente esterilizado (urino cultura) para tentar identificar a presença de bactérias. No caso de o resultado ser positivo, aproveita-se a mesma amostra de urina para testar a sensibilidade de diferentes antibióticos para a bactéria isolada, selecionando os mais eficazes para o tratamento da infecção.

Que consequências pode ter uma infecção urinária?

Embora a maioria das infecções urinárias precocemente diagnosticadas e corretamente tratadas evoluam para a cura sem complicações, sabe-se que 5 a 10% das crianças com infecção urinária sintomática acompanhada de febre ficam com cicatrizes renais. As infecções repetidas, incorretamente tratadas ou de maior gravidade, podem originar complicações tardias, como a hipertensão ou a insuficiência renal.

A infecção urinária com envolvimento renal (pielonefrite) pode provocar uma disseminação das bactéria através do sangue causando uma infecção generalizada e grave (sépsis). A probabilidade de isto suceder é bastante superior nos três primeiros meses de vida, motivo pelo qual as crianças dessa idade com infecção urinária e febre devem ser internadas para melhor vigilância do tratamento e da evolução da infecção.

Veja aqui tudo sobre Mimar Crianças

Penico Infantil

Penico Infantil

Provavelmente seu filho terá controle sobre seu intestino antes de ter sobre a bexiga, por isso é melhor começar a treiná-lo a fazer cocô. O uso do penico nesse primeiro momento é mais indicado do que tentar fazer a criança sentar no vaso sanitário que é grande e ameaçador para a maioria dos baixinhos. Assim que a criança der sinais de que quer evacuar, tire sua roupa e sente-a no penico infantil.

penico infantil

Então é o momento de ter paciência e de não apressar a criança. Uma boa ideia é oferecer a ela um livro para folhear, mas não deixe brinquedos à vista pois eles podem distrair a criança e fazer com que ela queira levantar-se antes da hora. Quando ela acabar, limpe seu bumbum, sempre da frente para trás, e elogie seu desempenho.

Nunca force uma criança a sentar-se no penico. Se a criança não parecer interessada em sentar-se ali, deixe passar mais alguns dias e tente novamente. Forçar as coisas em um momento como esse só trará prejuízos já que se a criança ligar o penico a algo ruim aí mesmo é que não vai querer sentar-se ali tão cedo. Lembre-se: por mais improvável que possa parecer no momento, seu filho logo logo vai aprender a usar o penico.

Quando eu posso esperar que meu filho tenha controle sobre sua urina e fezes ?

O controle sobre o movimento da bexiga e do intestino normalmente vem em algum ponto entre os 15 e os 18 meses, podendo demorar até os 24 meses sem que isso represente um problema. Não há como forçar uma criança a aprender a usar o banheiro antes que seu corpo esteja pronto para isso. As meninas, em geral, adquirem controle sobre a urina antes dos meninos. Os pais tendem a criar uma grande expectativa em torno desse assunto e é normal que queiram ver seus filhos se desenvolvendo bem. Mas é importante que mamães e papais se lembrem que as crianças são muito sensíveis ao nosso comportamento e percebem nossa ansiedade de longe, o que só contribui para sua própria ansiedade e insegurança.

O melhor caminho é tratar esse assunto com naturalidade e deixar cada criança descobrir seu momento de deixar de lado as fraldas e partir para o uso do penico.

Mictório Infantil

Descubra tudo sobre Criança Mimada – Clicando Aqui

Mimar

Mimar

O amor de uma mãe por seu filho é o sentimento mais intenso e incondicional que o ser humano conhece. A maioria das mães sempre põe os interesses do filho antes dos seus e muitas se sacrificam pelo bem estar da criança. Esse é um comportamento normal e não significa que a criança vai mimar.

mimar

Os problemas começam quando os pais fazem da criança o único centro de suas vidas. Essas crianças são levadas a acreditar que são o centro do universo e que não há nada mais importante do que ver seus desejos atendidos.
Na verdade a criança mimada “manda” nos pais já que eles estão sempre prontos a atender seus desejos, mesmo aqueles mais fúteis.

Criança Mimada

É preciso mostrar a criança que o mundo não gira a sua volta e que, por mais que a mamãe e o papai a amem e tentem fazer de tudo para agradá-la, há outros interesses em jogo. A criança tem que entender que seus desejos têm que se acomodar entre os desejos dos pais, dos irmãos e dos coleguinhas de escola. Por mais que ela queira o videogame, ela terá que esperar o Natal que é quando o papai poderá comprar o brinquedo. E ponto final.
Muitos pais que têm uma boa condição financeira se sentem culpados em dar sempre os brinquedos e roupas que as crianças pedem.

Os presentes em si não são os responsáveis por deixar a criança mimada. É a postura dos pais que faz isso. Se os pais podem, não há nada de mais em presentear o filho com o videogame de última geração ou dar à filha a boneca mais cara, desde que as crianças saibam o valor que tais presentes têm.

Veja aqui tudo sobre Carboidratos na alimentação infantil

Agora, comprar brinquedos sem nem mesmo a criança pedir e correr para substituir um brinquedo que a criança quebrou por outro novo na mesma hora são atalhos certos para se criar pessoas mimadas e sem noção da realidade.

Mimada significado

Sedentarismo

Sedentarismo Infantil e Obesidade: um relatório assustador

A preocupação com o adequado esclarecimento dos prejuízos do sedentarismo infantil, e da necessidade de orientação a respeito da prática regular de atividades físicas tem mobilizado vários órgãos da saúde pública.

sedentarismo infantil

Recentemente o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA publicou um relatório relativo à fatos e estatísticas sobre atividade física naquele país. Percebe-se nitidamente a preocupação com as crianças, uma vez que quando se trata de atitudes preventivas, não existe nada mais apropriado que atividade física e educação alimentar.

Para alertar e mesmo “assustar” pais e responsáveis relacionamos abaixo os principais itens deste relatório, lembrando que as evidências norte-americanas atuais refletem a tendência dos países em desenvolvimento como o nosso:

1) Padrões de saúde e nutrição estabelecidos na infância são os maiores indicativos da previsão do estado de saúde de um adulto;
2) Atividade física regular ajuda o crescimento e mantém músculos e ossos saudáveis, reduzindo a quantidade de gordura corporal;
3) Exercícios regulares reduzem a depressão e a ansiedade promovendo o bem-estar psíquico;
4) Vida sedentária e dieta inadequada contribuem para cerca de 300.000 mortes anualmente nos EUA. Somente o tabagismo supera estes índices;
5) Cerca de metade dos jovens entre 12 e 21 anos de idade não praticam exercícios regularmente;
6) Vida sedentária aumenta o risco de morte prematura, morte por doença cardíaca, desenvolvimento de diabetes, câncer de intestino, e hipertensão;
7) Não se pode contar com os programas de atividade física escolar para proporcionar a atividade física necessária às crianças. Cerca de 75% dos alunos acabam não cumprindo os programas de educação física escolar. Mesmo aqueles que realizam aulas de educação física, somente 19% são fisicamente ativos por pelo menos 20 minutos por dia;
8) A participação em atividades físicas declina a medida em que a criança se desenvolve, constata-se uma redução de 28% do índice de crianças ativas quando se compara estudantes do 9º e do 12º grau;
9) Por faixa cronológica a queda do índice de crianças ativas é de 50% comparando-se jovens de 12 a 13 anos e jovens entre 18 e 21 anos;
10) Geralmente, as meninas são menos ativas que os meninos e crianças da raça negra são menos ativas que as da raça branca;
11) A porcentagem de crianças e adolescentes que tem excesso de peso mais do que duplicou nos últimos 30 anos. A maior parte desse aumento ocorreu a partir dos anos 70;
12) Cerca de 4,7 milhões de crianças americanas entre 6 e 17 anos são consideradas seriamente obesas. Crianças e adolescentes obesos são mais propensas a se tornar adultos obesos e sujeitos a doenças crônico-degenerativas como doenças cardíacas, hipertensão, diabetes e várias formas de câncer;

Esses dados são realmente assustadores, constituindo elementos responsáveis pelo estabelecimento das diretrizes dos programas de saúde pública americanos. Observando as características da população americana, podemos perceber que será realmente muito difícil reverter este quadro.

Os maus hábitos alimentares e o sedentarismo infantil constituindo um círculo vicioso estão profundamente sedimentados constituindo até parte da cultura popular.

Veja aqui um pouco sobre Ervas Medicinais

No nosso caso, felizmente o problema ainda não é tão grave. Cabe entretanto um alerta para evitarmos que nossos hábitos sigam no mesmo caminho, educando principalmente as crianças para uma vida mais ativa e saudável.

Cabelo Masculino

Cabelo Masculino

Para renovar o visual dos homens, os cortes de cabelos masculinos aparecem ainda mais inovadores, com uma proposta bem urbana e pegada descolada e até alternativa para esse público. Pensando em valorizar a aparência e também anseios dos homens contemporâneos, que, para se destacarem, necessitam de uma imagem moderna e que revele sua personalidade, os cortes masculinos chegam a diferentes versões, cada uma se adaptando a determinado estilo e tipo de cabelo.

Continue lendo “Cabelo Masculino”